Sempre que vir este símbolo, pode clicar para abrir a localização no mapa de postos Galp.

produtos
e serviços

05.07.2019

Novidades e Artigos

Estes são os países mais ambiciosos na redução de emissões CO2

A redução de CO2 é um compromisso mundial. Que posição ocupa Portugal a este nível?

No Acordo de Paris, celebrado em 2015 entre 195 países, estabeleceram-se metas ambiciosas para os países envolvidos no que diz respeito à redução das emissões de CO2. 

No entanto, em novembro do ano passado, um relatório das Nações Unidas dá conta de que as emissões de dióxido de carbono aumentaram pela primeira vez em quatro anos. 

Neste relatório é possível verificar que este aumento está relacionado sobretudo com o crescimento da economia de alguns países, que não estão a cumprir as metas, como é o caso do Canadá, a África do Sul, Arábia Saudita ou Estados Unidos da América, a anunciar a intenção de romper com o acordo. 

Já um estudo apresentado pela Rede Europeia de Ação Climática (CAN-Europe) afirma que a maioria dos Estados-membros da União Europeia (UE) não está a cumprir o objetivo de alcançar as metas do Acordo de Paris. Entre eles não está Portugal que tem aplicado políticas ambiciosas ao nível da energia e clima, pela redução das emissões de gases com efeito de estufa. 

Apesar de os dados apontarem para um aumento de 15% das emissões de CO2, no nosso país entre 1990 (ano de referência do Protocolo de Quioto) e 2016, ocupamos, atualmente, o segundo lugar no ranking dos países europeus mais comprometidos na redução das emissões de dióxido de carbono. 

Em primeiro lugar figura a Suécia (77%), seguida de Portugal (66%), França (65%), Holanda (58%) e Luxemburgo (56%). 

Neste contexto, é importante referir também o acordo celebrado entre os países da União Europeia em outubro de 2018 que estabelece a redução em 35% das emissões de dióxido de carbono (CO2) das viaturas novas, até 2030. Esta medida veio revolucionar o mercado automóvel, nomeadamente ao nível dos motores diesel. 

Em dezembro do ano passado, em Katowice, reuniu-se uma coligação de países industrializados e em vias de desenvolvimento (COP24) – a Coligação de Elevada Ambição. 

Em “cima da mesa” estão os próximos passos a dar na luta contra as alterações climáticas

A Coligação de Elevada Ambição é composta pelos seguintes países: Argentina, Canadá, Costa Rica, Dinamarca, Etiópia, União Europeia Fiji, Finlândia, França, Alemanha, Granada, Itália, Jamaica, Luxemburgo, Macedónia, Ilhas Marshall, México, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Santa Lúcia, Espanha, Suécia e Reino Unido. 

Sustentabilidade Galp 

Neste sentido, a Galp assume o compromisso de contribuir para as necessidades energéticas do futuro de forma eficiente e responsável, respondendo aos desafios colocados pela procura energética e pelas alterações climáticas no atual contexto de políticas globais. 

Como objetivos e metas, a Galp estabelece: 

  • “O investimento em energias de baixo carbono e novos modelos de negócio deverá representar c.5% do capital investido até 2020 e 5% a 15% a partir de 2020”;

  • “O compromisso pela aquisição de 100 % de eletricidade renovável, até 2021, reduzindo as emissões provenientes da compra de eletricidade para aproximadamente zero.” 

Comece desde já a refletir no que pode fazer para reduzir ainda mais as emissões de CO2 e assim contribuir para um futuro sustentável. 

 

por

o seu novo cartão Galp Ready dá-he acesso a descontos em combustíveis Galp

está Ready para receber o seu cartão de descontos?
país
tipo cartão
O número de cartão incorreto.